arte_banner_site_materia_ENJEL

Tema: “O Bem Viver como caminho de integração das dimensões sociopolítica,

econômica, ambiental, espiritual e relacional”.

Trata-se de um encontro ecumênico que envolve participantes de diferentes expressões religiosas. Depois do processo que originou o 1º Encontro de Juventudes e Espiritualidade Libertadora, em 2014, em Fortaleza/CE, os mais diversos Grupos e Movimentos que ali se reuniram, mantiveram uma trajetória de reuniões periódicas e Encontros Regionais. Neste momento, 3 anos após o 1º. Encontro, já é tempo de colheita e novas semeaduras, trocas e aprendizagens mútuas. Portanto, uma peculiaridade deste 2º Encontro será a Coordenação composta por assessores do grupo de Emaús, do CCJ (Centro de Cursos de Capacitação da Juventude) e de lideranças dos Movimentos Juvenis relevantes no contexto latinoamericano, sendo PJ (Pastoral da Juventude Nacional)REJU (Rede Ecumênica de Juventudes)KOINONIA (Presença Ecumênica e Serviço) e MIRE (Mística e Revolução). A primeira reunião presencial foi feita no CCJ, em São Paulo para distribuir as diferentes funções e iniciar o processo de mobilização.

15994453_1388356104548092_2846865085789546957_o

segunda reunião da equipe coordenadora e equipe de infraestrutura foi realizada nos dias 10 a 11 de junho, na Paróquia N. Sra de Lourdes, Poá, São Paulo.O 2º Encontro Nacional de Juventudes e Espiritualidade Libertadora se propõe a ser um grande mar onde convergirão os mais diversos rios de espiritualidade, povo que caminha em busca da libertação. Seguindo a esteira da Teologia da Libertação, esperamos desaguar correntezas de jovens, caudalosos/as de utopia, a fim de partilhar suas vivências de espiritualidade que são também de rebeldia e esperança.
O plano de fundo é a Mística do Bem-viver, proposta de uma sociedade pautada em relações e valores bem diversos do capitalismo que nos genocida a cada dia. Solidariedade, harmonia com a natureza, ética, igualdade de gênero, justiça social, sementes que começaram a ser plantadas e que nos dispomos a radicalizá-las. A expressão Bem-viver (sumak kawsay) tem origem andina, esse paradigma planetário não está distante do que sempre, como subalternizados/as, ousamos viver em nossos territórios de resistência. Correm em nossas veias. Acreditamos que esses rios nos trarão experiências concretas que estamos construindo nos mais diversos espaços de vida.

3-20170610_155245

O site do encontro, a página de Facebook e Instagram já foram lançados e as inscrições estão indo a todo vapor! Para mais informações e para fazer inscrição para o encontro acesse o nosso o site e confira:

https://www.espiritualidadelibertadora.org.br/

Acesse também nosso Facebook e Instagram:

Resultado de imagem para facebook imagem           Resultado de imagem para instagram imagem

#BemViver #SumakKawsay #Juventude #2ºENJEL #EspiritualidadeLibertadora

 

Para conferir todas as fotos clique aqui