Nos dias 24, 25 e 26 de janeiro de 2020, ocorreu um momento de formação intitulado como CDL – Curso de Dinâmica para Líderes. O encontro foi desenvolvido no espaço cedido pela Escola Estadual Padre João Parreira Villaça, das paróquias Nossa Senhora do Carmo e Nossa Senhora do Líbano da cidade de Carmo do Cajuru, diocese de Divinópolis L2/MG e contou com a participação de 52 jovens participantes e 20 na equipe de trabalho. O CDL é um projeto proposto pela Pastoral da Juventude da cidade e busca a formação dos integrantes dos grupos de jovens, desenvolvendo áreas no âmbito religioso, pessoal, político e social. Se caracteriza como uma relevante experiência pastoral, propiciando momentos diversificados, dinâmicos e que carregam em si a verdadeira espiritualidade que a Pastoral propõe. Oportunizando tais momentos, portanto, se faz possível intensificar o protagonismo juvenil em sua atuação comunitária e nos grupos de base. O IV CDL foi reproduzido pelos monitores Eduardo Ferreira da Silva (coordenador), Victor Olímpio de Camargo, Maria Gabriela Dias Dutra, Cristiane Aparecida da Silveira Camargo e Débora Soares Brasileiro, onde passaram por formação durante 5 meses.

Eduardo Ferreira da Silva

Testemunho de uma jovem coordenadora da equipe da secretaria:

“Estar presente no IV CDL foi uma experiência gratificante para mim. Fazer parte da equipe de secretaria é um pouco trabalhoso, pois exige muita atenção nos detalhes de cada momento, antes durante e depois, como palestra, dinâmicas de grupo e bate papo, e isso só me faz crescer cada dia mais. Penso que o CDL é um grande motivador para os jovens se tornarem líderes. Não somente em grupos de base, mas também na vida pessoal de cada um.Maria Luísa de Camargo de Oliveira

Testemunho de uma cursista:

“O CDL para mim foi muito importante, aprendi coisas que com certeza levarei pra vida inteira por exemplo o trabalho em grupo, que necessita sempre de respeito, diálogo para manter uma harmonia independente do ambiente que estamos seja ele escola, trabalho, igreja etc. Uma das coisas que mais achei interessante foi a inclusão com os mais tímidos que na maioria das vezes sempre tem algo muito bom a se compartilhar (no final percebi que os mais tímidos já estavam bem mais entrosados). Aprendi a ouvir opiniões e dar opiniões. Uma coisa interessante também que tive o prazer de aprender e que nem sempre sair da nossa zona de conforto é ruim. Podemos refletir sobre opiniões novas, conhecer pessoas novas, expressar opiniões…” Maísa de Oliveira Melo

 

Confira todas as fotos clicando aqui